booki

Subestações: Montagem Electromecânica, Ensaios e Manutenção

ISBN: 9789898927606

Autor: Manuel Maria Polainas Bolotinha

Editora: ENGEBOOK

Número de Páginas: 280

Idioma: Português

Data Edição: 2019

24,21 €26,90 €
Poupa: 2,69 €

Dando continuidade à obra Subestações: Projecto, Construção, Fiscalização, o autor aborda agora nesta obra os aspectos mais relevantes da montagem electromecânica das subestações, designadamente os princípios de organização da obra e do
estaleiro, os procedimentos de montagem dos equipamentos e sistemas, os ensaios e comissionamento com vista à recepção provisória e entrada em serviço da instalação, e também as operações de manutenção daquelas instalações, os princípios de segurança que devem ser observados para a realização dos trabalhos, bem como as normas e regulamentos aplicáveis.

ÍNDICE DE TABELAS E FIGURAS
SIGLAS E ACRÓNIMOS
PREÂMBULO

PARTE I – CONCEITOS GERAIS DE SUBESTAÇÕES
1. NORMAS E REGULAMENTOS E OUTROS DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA
1.1. INTRODUÇÃO
1.2. REGULAMENTOS
1.3. NORMAS
1.4. OUTROS DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA
2. TENSÕES NORMALIZADAS
3. AS SUBESTAÇÕES E A REDE ELÉCTRICA NACIONAL
4. EQUIPAMENTOS E SISTEMAS
5. TIPOS CONSTRUTIVOS
6. CONFIGURAÇÕES HABITUAIS DAS SUBESTAÇÕES
7. TENSÕES DE PASSO E DE CONTACTO. REDE DE TERRAS
8. MANOBRAS DE EQUIPAMENTOS
8.1. INTRODUÇÃO
8.2. SEQUÊNCIA DAS MANOBRAS
8.2.1. Definições
8.2.2. Sequência de Manobras
8.3. MANOBRAS DE CONSIGNAÇÃO
8.4. MANOBRAS DE DESCONSIGNAÇÃO – REPOSIÇÃO DO SERVIÇO
8.5. MANOBRAS E CONSIGNAÇÃO PARA TESTE E ENSAIOS
8.6. TIPOS DE OPERAÇÃO. COMANDO REMOTO E COMANDO LOCAL
9. ENCRAVAMENTOS ELÉCTRICOS E MECÂNICOS

PARTE II – MONTAGEM ELECTROMECÂNICA
10. CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A MONTAGEM ELECTROMECÂNICA DAS SUBESTAÇÕES
11. ESTALEIRO
11.1. ASPECTOS GERAIS
11.2. FERRAMENTARIA
11.3. ARMAZENAMENTO DE EQUIPAMENTOS E MATERIAIS
11.4. INSTALAÇÃO ELÉCTRICA DO ESTALEIRO E DE APOIO À MONTAGEM
12. MEIOS DE MONTAGEM – FERRAMENTAS E EQUIPAMENTOS
13. FISCALIZAÇÃO DOS TRABALHOS

PARTE III – PROCEDIMENTOS DE MONTAGEM ELECTROMECÂNICA
14. PRINCÍPIOS DE BASE
15. ESTRUTURAS METÁLICAS
16. BARRAMENTOS, ISOLADORES E LIGADORES
16.1. BARRAMENTOS E ISOLADORES
16.2. LIGADORES
17. REDE DE TERRAS
18. SISTEMA DE PROTECÇÃO CONTRA DESCARGAS ATMOSFÉRICAS
19. TRANSFORMADORES E AUTOTRANSFORMADORES
20. GIS
21. EQUIPAMENTOS MAT E AT
22. QUADROS ELÉCTRICOS MT E BT
23. GRUPO DE EMERGÊNCIA
24. BATERIAS
25. SCCP (SISTEMA DE COMANDO, CONTROLO E PROTECÇÃO)
26. CABOS E RESPECTIVOS SUPORTES

PARTE IV – ENSAIOS EM OBRA E COMISSIONAMENTO
27. INTRODUÇÃO 141
28. ENSAIOS EM OBRA E DE FUNCIONAMENTO DA INSTALAÇÃO
29. VERIFICAÇÃO DE DEFEITOS NOS TRANSFORMADORES PROVOCADOS POR IMPACTOS MECÂNICOS
30. APARELHOS DE MEDIDA E OUTROS EQUIPAMENTOS UTILIZADOS NOS ENSAIOS
31. NÃO CONFORMIDADESPARTE V – CRITÉRIOS GERAIS DE MANUTENÇÃO
32. CLASSIFICAÇÃO DOS TRABALHOS
32.1. NATUREZA DOS TRABALHOS
32.2. TRABALHOS FORA DE TENSÃO E NA VIZINHANÇA DE TENSÃO
33. FREQUÊNCIA DAS OPERAÇÕES DE MANTUENÇÃO PREVENTIVA
34. GENERALIDADES SOBRE AS OPERAÇÕES DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA
34.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS
34.2. INSPECÇÃO VISUAL E TERMOGRAFIA
34.3. OPERAÇÕES BÁSICAS DE MANUTENÇÃO
35. TERMOGRAFIA – PRINCÍPIO E APLICAÇÕES
36. MANUTENÇÃO PREVENTIVA DE EQUIPAMENTOS E SISTEMAS
36.1. TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA
36.1.1. Aspectos gerais
36.1.2. Inspecção Visual
36.1.3. Programação da Manutenção Preventiva e Inspecções
36.1.4. Análise do Óleo e Recolha de Amostras
36.2. ÓRGÃOS DE CORTE E MANOBRA
36.3. TRANSFORMADORES DE MEDIDA
36.4. ISOLADORES
36.5. REDE DE TERRAS
36.6. QUADROS MT E BT
36.7. CABOS ELÉCTRICOS
36.8. GRUPO GERADOR DE EMERGÊNCIA
36.9. SISTEMA DE COMANDO, CONTROLO E PROTECÇÃO

PARTE VI – PRINCÍPIOS DE SEGURANÇA
37. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE SEGURANÇA
38. PLANO DE SEGURANÇA E SAÚDE (PSS)
39. TÉCNICO DE HIGIENE E SEGURANÇA
40. O CHOQUE ELÉCTRICO
40.1. OS EFEITOS DA CORRENTE ELÉCTRICA NO CORPO HUMANO
40.2. MEDIDAS DE SEGURANÇA CONTRA O CHOQUE ELÉCTRICO
40.3. PROTEÇÃO DAS PESSOAS CONTRA CONTACTOS INDIRECTOS EM INSTALAÇÕES DE BAIXA TENSÃO
41. ARC FLASH
41.1. DEFINIÇÃO DE ARC FLASH
41.2. ORIGENS E CARACTERÍSTICAS DO ARC FLASH
41.3. DANOS E LESÕES PROVOCADOS PELO ARC FLASH
41.4. PROTECÇÃO CONTRA OS EFEITOS DO ARC FLASH
42. CONTROLO E BLOQUEIO DAS FONTES DE ENERGIA
42.1. CONCEITOS GERAIS
42.2. MÉTODOS PARA O CONTROLO E BLOQUEIO DAS FONTES DE ENERGIA
42.3. PROCEDIMENTOS LOTO
43. PRIMEIROS SOCORROS
44. RISCOS DAS OPERAÇÕES DE MONTAGEM, PROCEDIMENTOS E MEDIDAS PREVENTIVAS
44.1. INTRODUÇÃO
44.2. ALGUNS RISCOS E MEDIDAS PREVENTIVAS NA CONSTRUÇÃO DE SE
44.2.1. Movimentação Mecânica de Cargas
44.2.2. Utilização de Gruas Móveis
44.2.3. Trabalhos em Altura
45. EQUIPAMENTOS DE PROTECÇÃO
46. TRABALHOS EM ALTURA

ANEXOS
ANEXO 1 -TRABALHOS DE CONSTRUÇÃO CIVIL PARA A CONSTRUÇÃO DE SE
ANEXO 2 – LISTA DE NORMAS
A2.1. NORMAS EN, NP, E NP EN
A2.2. NORMAS IEC
A2.3. NORMAS AMERICANAS
A2.4. NORMAS ISO
ANEXO 3 – EXEMPLO DE UM PIE
ANEXO 4 – EXEMPLO DO REGISTO DE NÃO CONFORMIDADE
ANEXO 5 – LISTA DE VERIFICAÇÃO DE CONFORMIDADE DE SEGURANÇA
ANEXO 6 – ÍNDICES DE PROTECÇÃO DOS EQUIPAMENTOS
A6.1. INTRODUÇÃO
A6.2. ÍNDICE DE PROTEÇÃO DOS EQUIPAMENTOS CONTRA A PENETRAÇÃO DE CORPOS SÓLIDOS E DE ÁGUA
A6.3. ÍNDICE DE PROTEÇÃO DOS EQUIPAMENTOS CONTRA OS IMPACTOS MECÂNICOS
ANEXO 7 – REGIMES DE NEUTRO EM INSTALAÇÕES DE BAIXA TENSÃO
BIBLIOGRAFIA

Manuel Bolotinha, MSc, licenciou-se em 1974 em Engenharia Electrotécnica (Ramo de Energia e Sistemas de Potência) no Instituto Superior Técnico – Universidade de Lisboa (IST/UL), onde foi Professor Assistente, e obteve o grau de Mestre em Abril de 2017 em Engenharia Electrotécnica e de Computadores na Faculdade de Ciências e Tecnologia – Universidade Nova de Lisboa (FCT-UNL).
Tem desenvolvido a sua actividade profissional nas áreas do projecto, fiscalização de obras e gestão de contratos de empreitadas designadamente de projectos de geração e transporte de energia, instalações industriais e infra-estruturas de
distribuição de energia, aero-portuárias e ferroviárias, não só em Portugal, mas também em África, na Ásia e na América do Sul. Membro Sénior da Ordem dos Engenheiros, é também Formador Profissional, credenciado pelo IEFP, tendo conduzindo cursos de formação, de cujos manuais é autor, em Portugal, África e Médio Oriente. É também autor de diversos artigos técnicos publicados em Portugal e no Brasil e de livros técnicos, em português e inglês, e tem proferido palestras na OE, ANEP, FCT-UNL, IST e ISEP.