booki

Xylella em Portugal - saiba mais em "Nutrição e Sanidade das Culturas:Olival"

Notícias em DestaqueObras em destaque

publicado por: César Santos11 janeiro, 2019


Xylella Fastidiosa em Portugal
Os serviços da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária identificaram plantas portadoras da bactéria Xylella Fastidiosa em Portugal. A Direção-Geral da Saúde e Segurança Alimentar da Comissão Europeia foi já informada da situação.
A amostra foi colhida pelos serviços da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP Norte) em plantas do género Lavandula, planta ornamental vulgarmente conhecida por lavanda, sem sintomatologia da doença, em Vila Nova de Gaia.
A análise positiva foi obtida pelo Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV) e confirmada pelo Laboratório Europeu de Referência (ANSES), aguardando-se informação relativamente à estirpe da bactéria.
(Fonte: Agricultura e Mar Actual)

A praga das oliveiras e não só
Como descrito na obra "Nutrição e Sanidade das Culturas: Olival", é uma bactéria, detetada e confirmada pela primeira vez na Europa, na região de Apúlia, Itália, em 2013. Em 2015 foi detetada na ilha de Córsega em ornamentais (Polygala myrtifólia). Mais recentemente, já em 2018, foi identificada em oliveiras na região de Madrid. Tem aparecido em vários hospedeiros como vinha, amendoeira, loendro, citrinos, cafeeiro e oliveira.

Nesta obra, editada em 2018 pela chancela Agrobook, pelos Engs, António Guerra e Elder Lima Leite, poderá dispôr de mais informação sobre este tema no âmbito da Nutrição e Sanidade da cultura do Olival. Na verdade, a parte dedicada a esta bactéria foi especialmente incluída antecipando esta notícia, sendo uma das razões diferenciadoras da obra no contexto da temática. Terá acesso a mais dados sobre a biologia, condições favoráveis, estragos e prejuízos meios de proteção de forma prática e esclarecedora.

Sobre a obra
Esta é a obra inaugural de uma coleção da chancela Agrobook sobre a nutrição e sanidade das culturas. Neste caso, incidindo sobre o olival, que encontramos em todo o território português, com destaque para as regiões de Trás-os-Montes e Alentejo, onde encontramos o olival como cultura principal. É destinada aos olivicultores tradicionais deste país olivícola, aos técnicos e a todos os amantes desta cultura, para que, através de uma consulta rápida e direta sobre esta temática, se possam abordar assuntos ligados à gestão da fertilização e proteção da cultura, a fertirrigação e a proteção fitossanitária da oliveira. A obra seguinte sobre nutrição e sanidade das culturas, a editar em 2019, incidirá sobre o amendoal.


Sobre os autores
António Pedro Tavares Guerra

Licenciado em Engenharia Agro-Pecuária pela Escola Superior Agrária de Coimbra, possui o Curso de Regente Agrícola pela Antiga Escola de Regentes Agrícolas de Évora. Iniciou a sua carreira profissional como tarefeiro em 1976, na Estação Nacional de Olivicultura em Elvas, tendo entrado no quadro do Ministério da Agricultura em 1977, onde foi colocado na ex-Repartição de Construções Agrícolas, Defesa e Conservação do Solo, em Lisboa, tendo nesse mesmo ano transitado para a ex-Estação Agrária do Porto. Aqui exerceu a sua actividade nas áreas da gestão agrícola, forragens e pastagens, fertilidade do solo e nutrição e fertilização das culturas. Tendo sido formador nas áreas da nutrição e fertilização das culturas, conta com diversas comunicações e publicações, possuindo também vasta experiência profissional ligada à nutrição e proteção das culturas, em várias empresas de referência. É atualmente consultor e formador na área da nutrição das plantas.

Elder Lima Leite
Licenciado em História, variante de Arqueologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, possui o bacharelato em Agricultura pela Escola Superior Agrária de Coimbra desde 1965, sendo atualmente consultor e formador nas áreas de proteção das culturas, proteção integrada e luta biológica. Foi chefe da Xª Zona Agrícola de Moçambique e responsável pelo Aproveitamento Hidroagrícola do Sombo. Fez parte da cooperação luso-francesa para a agricultura, tendo estagiado no Institut National de la Recherche Agronomique. Criou o Setor de Entomologia na Divisão de Proteção das Culturas da Direção Regional de Agricultura de Entre Douro e Minho, tendo aí sido inspetor fitossanitário e responsável técnico. Possui uma larga experiência profissional, assim como várias publicações, comunicações e formações, em áreas como a proteção integrada em horticultura, em viticultura e em fruticultura, a luta química aconselhada, a fitossanidade em agricultura biológica e os produtos fitofarmacêuticos.

Sobre a Agrobook
A chancela Agrobook agrega a oferta de conteúdos nos domínios das ciências agrárias, indústria agroalimentar, bem-estar animal e desenvolvimento rural. Agricultura biológica, agricultura tropical, agroflorestal e silvicultura, agroindústria, viticultura e enologia, fertirrigação, hortofruticultura, rega hidráulica e hidrologia, mecanização agrícola, veterinária e zootecnia e agricultura de lazer são apenas alguns dos subtemas disponíveis nas nossas edições. Consulte aqui as obras disponíveis.
Prosseguindo uma atividade editorial que conta com mais de trinta anos de experiência no desenvolvimento de conteúdos técnicos, sendo que tem na sua carteira de autores conceituados especialistas das ciências agrárias e da área agroalimentar, que nos permitem atingir um elevado nível de notoriedade junto do meio académico e dos mundos rural e industrial. 

César Santos

César Santos

Comunicação e Coordenação Editorial
Booki | Quântica Editora - conteúdos especializados, Lda
911 909 114 - cesar.santos@booki.pt - geral@quanticaeditora.pt

Voltar ao Início