booki

-10%

BOMBAS, VENTILADORES E COMPRESSORES - FUNDAMENTOS

ISBN: 9788536514826

Autor: GUILHERME EUGÊNIO FILIPPO FERNANDES FILHO

Editora: ÉRICA

Número de Páginas: 320

Idioma: Português (do Brasil)

Data Edição: 2015

31,67 €35,19 €
Poupa: 3,52 €

Indicado a estudantes dos cursos de engenharia e tecnologia nas áreas de mecânica, química, ambiental, civil e demais áreas correlatas, que tomarão contato com essas máquinas pela primeira vez, essa publicação apresenta uma introdução geral, envolvendo classificação e princípio básico de funcionamento, aplicações, instalação básica, acionamento, além de um panorama sobre o consumo de energia delas. Aborda o escoamento de fluidos em tubulações e a perda de carga em tubos. Apresenta as características fundamentais e o equacionamento básico das turbomáquinas, no caso, turbobombas e ventiladores. Trata, por fim, dos princípios de funcionamento e dos aspectos operacionais dos compressores e das instalações de ar comprimido. Para auxiliar na compreensão do conteúdo e na fixação do aprendizado, a obra oferece, ainda, exemplos resolvidos e exercícios propostos, derivados de adaptações de situações vivenciadas pelo autor na vida prática.
Capítulo 1 Conceitos Básicos
1.1 Classificação das máquinas
1.2 Princípios básicos de funcionamento
1.3 Acionamentos
1.4 Aplicações
1.4.1 Bombas
1.4.2 Ventiladores
1.4.3 Compressores
1.5 Aspectos energéticos
1.6 Grandezas básicas
1.6.1 Densidade e volume específico
1.6.2 Peso específico
1.6.3 Pressão
1.6.4 Fluxo e vazão
1.6.5 Energia e potência
Exercícios


Capítulo 2 Escoamento em Tubulações
2.1 Escoamento de fluido ideal em tubos
2.1.1 Conservação da massa
2.1.2 Conservação da energia
2.2 Escoamento de fluido real em tubos
2.3 Equação de Bernoulli generalizada
2.4 Perda de carga em tubos: método teórico experimental
2.5 Perda de carga em tubos: métodos empíricos
2.6 Perda de carga em acessórios
2.6.1 Método do fator K
2.6.2 Método do comprimento equivalente
2.7 Condutores
2.8 Associação de tubos
2.9 Classes de problemas das tubulações
2.10 Variação da viscosidade com a temperatura
Exercícios


Capítulo 3 Instalações Básicas de Bombeamento
3.1 Conceitos das instalações
3.2 Instalações básicas: circuitos abertos
3.2.1 Altura total de admissão (HA)
3.2.2 Altura total de recalque (HR)
3.2.3 Altura manométrica total (AMT = Htotal)
3.2.4 Altura útil de elevação da bomba (Hb)
3.2.5 Potência da bomba (Pb)< br>3.2.6 Outras instalações: circuito aberto
3.3 Instalações básicas: circuitos fechados
3.4 Curvas características das instalações
3.4.1 Recalque em paralelo com mesma altura estática
3.4.2 Recalque em paralelo com alturas estáticas distintas
3.4.3 Recalque em série e paralelo com alturas estáticas distintas
3.5 NPSH disponível
3.6 Velocidades recomendadas de escoamento
3.6.1 Água
3.6.2 Outros fluidos (óleos, hidrocarbonetos, soluções químicas etc.)
3.6.3 Bombas
Exercícios


Capítulo 4 Instalações Básicas de Ventilação
4.1 Conceitos das instalações
4.2 Ventilação geral
4.2.1 Ventilação diluidora
4.2.2 Ventilação local exaustora
4.3 Ventilação de processo
4.4 Escoamento do ar em dutos
4.4.1 Velocidades nos dutos
4.4.2 Perda de carga localizada
4.5 Dimensionamento das instalações
4.5.1 Dimensionamento dos dutos
4.6 Curvas características das instalações
Exercícios


Capítulo 5 Turbobombas e Ventiladores: Fundamentos Teóricos
5.1 Máquina radial
5.1.1 Triângulo de velocidades
5.2 Equação geral das turbomáquinas
5.2.1 Correção para o número finito de pás
5.3 Curvas características
5.3.1 Perdas internas
5.3.2 Potência e rendimento
5.4 Máquina axial
5.5 Semelhanças entre turbomáquinas
5.5.1 Semelhança geométrica
5.5.2 Semelhança cinemática
5.5.3 Semelhança dinâmica
5.5.4 Variação de velocidade
5.5.5 Corte do rotor
5.5.6 Mosaico de bombas
5.5.7 Velocidade específica
5.6 NPSH requerido
ExercíciosCapítulo 6 Turbobombas e Ventiladores: Aspectos Operacionais e Construtivo
6.1 Ponto de funcionamento
6.1.1 Corte do rotor
6.1.2 Variação de velocidade
6.1.3 Operação de bombas com fluidos viscosos e gases não dissolvidos
6.2 Associações série e paralela de máquinas
6.2.1 Associação em série
6.2.2 Associação em paralelo
6.2.3 Bombas de múltiplos estágios
6.2.4 Bombas de dupla admissão
6.3 Controle da vazão
6.3.1 Controle por estrangulamento
6.3.2 Controle pela variação de velocidade
6.3.3 Controle pela recirculação
6.4 Componentes básicos das turbomáquinas
6.4.1 Componentes básicos das bombas
6.4.2 Esforços sobre as bombas
6.4.3 Componentes básicos dos ventiladores
6.5 Configurações das turbomáquinas
6.6 Aspectos básicos de manutenção
6.7 Acionamento
6.7.1 Motor de indução trifásico
6.7.2 Motor de indução monofásico
6.8 Partida de bombas e ventiladores
6.8.1 Escorvamento de bombas
6.9 Golpe de aríete
6.9.1 Partida de bombas
6.9.2 Parada de bombas
6.9.3 Prevenções contra o golpe de aríete
Exercícios


Capítulo 7 Bombas de Deslocamento Positivo
7.1 Tipos de bombas
7.1.1 Bombas alternativas
7.1.2 Bombas rotativas
7.2 Curvas características
7.3 Condição de bloqueio
7.4 Eficiência volumétrica
7.5 Eficiência hidromecânica
7.6 Eficiência da bomba
Exercícios

Capítulo 8 Compressores e Instalações de Ar Comprimido
8.1 Princípio de funcionamento dos compressores
8.2 Fundamentos da termodinâmica da compressão de gases
8.2.1 Compressão em múltiplos estágios
8.2.2 Compressores alternativos
8.3 Parâmetros relevantes dos compressores
8.3.1 Taxa de compressão
8.3.2 Vazão volumétrica padronizada
8.3.3 Eficiência dos compressores
8.3.4 Consumo específico
8.4 Resfriamento e lubrificação
8.4.1 Compressores a pistão
8.4.2 Compressores de parafuso e de palhetas
8.4.3 Compressores centrífugos
8.5 Controle de compressores
8.5.1 Partida/parada
8.5.2 Carga/alívio
8.5.3 Atraso intermitente
8.5.4 Controle modulante
8.5.5 Variação de velocidade
8.5.6 Válvula de segurança
8.6 Aplicações
8.7 Usos do ar comprimido
8.8 Condicionamento do ar comprimido
8.8.1 Secagem do ar
8.8.2 Outros acessórios
8.9 Distribuição de ar comprimido
8.10 Eficiência energética no consumo de ar comprimido
8.10.1 Mau uso do ar comprimido
8.10.2 Excesso de pressão
8.10.3 Vazamentos
Exercícios

Bibliografia
Apêndice – Síntese sobre Tubo
GUILHERME EUGÊNIO FILIPPO FERNANDES FILHO

É engenheiro mecânico, mestre, doutor e livre-docente em Engenharia.
Também é professor do Departamento de Energia da Faculdade de Engenharia de Guaratinguetá,
da Universidade Estadual Paulista (Unesp).